Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 18 de agosto de 2012

Na boa, chega né!!

POSSO DESABAFAR? A maior parte do meu desconforto é não poder ser eu mesma sempre e em todos os lugares. Na igreja preciso ser a pessoa centrada com a expressão reverente, uma coisa que eu não sou, se não fizer assim, as pessoas que o fazem já começam a me olhar "meio torto". No seminário, preciso ser aquela pessoa doutrinada, disciplinada, que anda como uma perfeita postura ortodoxa, mas não sou assim, eu tenho senso de humor, gosto de fazer piada com as coisas que ouço e aprendo, mas logo se levanta um mal humorado(a), querendo me deixar sem graça, bando de gente mal amada. Se falo Bom Dia, Boa Tarde/noite ao invés de  "A Paz do Senhor" estou em pecado ou desviada. Caraca! Já estou cansada de tanta hipocresia. Vocês estão querendo tirar a liberdade que Cristo me prometeu, vocês estão enraizado em tantos dogmas e doutrinas e se esquecem que o único princípio de Cristo é o AMOR, só ele, e na boa, nas instituições religiosas e de ensino que tenho frequentado, o que menos me sinto é amada pelo jeito frenético de eu ser. AGORA QUERO PEDIR UMA COISA: Deixa eu ser quem sou, não me impeça, não me rotule, não me padronize, sou como a água, não tenho forma. Só quero ser eu mesma e não me sentir culpada por isso; só quero fazer as coisas que gosto, como: dançar, estudar teologia, ler romances e suspense, ver filmes, entrar na internet e pesquisar biografias, ouvir Hip Hop e também Rock, da aula para os adolescentes da minha igreja. Preciso ser livre, não posso estar acorrentada a velhas ideias. preciso espandir em tudo o que faço e em tudo o que penso. "Eu prefiro ser Essa metamorfose ambulante...Do que ter aquela velha opinião Formada sobre tudo...Sobre o que é o amor Sobre o que eu nem sei quem sou."(Raul Seixas). Deixe-me voar. Dê-me condições de saltar no vento, não me cortem as asas.

Um comentário:

  1. Oi, seu desabafo traz muita verdade, mas a vida em comunidade sempre exigirá uma dose de sacrifico, creio que nós dias de hoje temos que presar a vida comunitária que é algo que está se perdendo, mas entendo bem suas queixas. Vou falar para você o mesmo que digo a minha esposa, com certeza deve existir mais de uma pessoa na igreja que lhe agrada conviver tente dar mais valor a elas e tratar as desagradáveis com cortesia. Se não existir ninguém agradável na sua igreja, lembre que você não está lá por elas.

    ResponderExcluir

Seguir por Email

Pesquisar este blog